Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Ia-me metendo em despesas...

É verdade, ontem tive uma sorte terrível.

O meu cunhado pediu-me para ir buscar a miúda à creche enquanto se despachava. Fui no carro dele porque tinha a cadeirinha. Para que  saibam, o dito cujo tem uma folga de todo o tamanho no travão de mão. E o meu páteo pelos vistos, perto do portão e onde o meu cunhado deixa o carro tem uma inclinação (algo que desconhecia até hoje). Cheguei, estacionei, travei (pensei eu) tirei a miúda e fui toda contente para dentro de casa.

Passados 5 minutos, oiço o meu pai a rir e chamar-me:

"Rita, vem ver onde deixaste o carro".

Lá fui eu toda contente à espreita com a criança ao colo, e o que vejo? O carro, de marcha atrás, a sair do portão muito devagarinho. Já estava mesmo a entrar na estrada. E melhor, foi mesmo habilidoso, passou mesmo a um palminho de distância do  portão! E claro, tive a sorte de o meu pai ver a tempo e antes que lá viesse um  carro.

Conclusão: O cunhado foi logo afinar aquilo

 

1 comentário

Comentar post