Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Masterchef #4

Há muito tempo que não via o nosso Mastercef, já vai no episódio 8 e eu ainda só tinha visto 3, e hoje tive a oportunidade de rever o programa emitido no sábado passado e adorei.

Começaram por ter um desafio muito difícil, cozinhar com Amor, onde primeiramente tiveram a oportunidade de ver mensagens deixadas pelas famílias, que fez com que mexesse com os sentimentos de todos eles, e que posteriormente, que dessem tudo o que tinham no prato a ser cozinhado. E parece que deram o melhor, todos eles apresentaram pratos bons, segundo o júri. E só eu sei a vontade que tive de provar aquele Caril de camarão com arroz basmati confecionado pela Leonor.

No que diz respeito aos desafios das equipas, primeiro, tiveram que arranjar cabritos e borregos,e  como é óbvio, há pessoas mais sensíveis e que não conseguem agarrar no bicho e mandar uns cortes, por azar, as pessoas sensíveis e a este tipo de situações estavam todas na mesma equipa. O que eu me ri quando uma disse que o pobre bicho parecia um cão, a outra foi armada em corajosa para substituí-la, chegou lá, lembrou-se do seu cão acabado de tomar banho e também não conseguiu fazer nada, enfim.

Depois, há sempre um capitão de equipa, que como é obvio é ele que manda, mas sendo um trabalho em equipa, todos eles querem ganhar e dão a sua opinião, mas acabam sempre por dar a entender que estão a ofuscar o próprio capitão. Eu compreendo que eles querem o melhor para toda a equipa, mas amigos, o melhor para toda a equipa, é começar a aprender a lidar com a situação, e que não transmitem aos chef's a existência de vários capitães. Aprendam a disfarçar gente!

E depois, na pova de eliminação, temos uma Sónia que diz quando está sozinha que vai fazer jogo, e que quer jogar com a mais fraca, mas que em frente ao júri diz quenão vai escolher para lutar contra ela, mas sim para salvar, não admitindo que escolheu a outra, porque tinha noção que era mais forte que ela.  Muito bem Sónia, se eu já te achava a pessoa mais ruim e mais cínica que aí estava, agora tenho a certeza. Não consigo perceber cmo é que a Sónia consegiu ser tão má e que os colegass não ajudassem a colega, quando ela at+e podia aproveitar a ajuda que estava a ser dada? Enfim.

Infelizmente, ganhou o cinismo e não as pessoas diretas, qeu não têm medo daquilo que dizem e ainda ficam rotuladas por intriguistas.

Não consigo perceber o porquê de tanta intriga e querer arranjar tanta confusão. Se eles estão ali é porque são bons, óbvio que são os melhores em categorias diferentes, mas em vez de aproveitarem para aprenderem uns cons os outros, quem tem idade para ter juízo, anda embirrar. Coisa que eu nunca vi em oturas edições de Masterchef, como é o caso do Australiano, em que eles se ajudam uns aos outros e não estão para magoar ninguém, muito menos deitar abaixo.

 

Espero que a Cristina tenha um grande futuro, porque ela assim o merece.