Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Retomaram as discussões

Estive um mês ocupada com as crianças e as coisas aqui por casa estavam um mar de rosas. Agora que acabaram, começaram de novo os bombardeamentos, as discussões.

É impossível estar nesta casa sem ter um emprego. Pode passar um dia, podem passar dois muito bem, mas chega o terceiro e atiram-me à cara que não tenho trabalho, que não faço nada, e que eu que vá trabalhar.

Não imaginam o quanto magoa, o quanto dói, mandarem-nos ir trabalhar, quando todos os dias procuramos emprego e não temos a sorte de o arranjar. Ou porque não temos experiência, ou porque não é da nossa área, ou temos qualificações a mais, ou sei lá mais o quê!

Ouvir da boca da nossa mãe que não prestamos para nada porque não conseguimos arranjar o maldito trabalho nem na caixa de um supermercado, que a boa vida vai acabar, como se fosse boa a vida de quem não têm um tostão, de quemnão pode sair de casa dos pais, ainda por cima quando eles são assim. Não imaginam o quanto isso me magoa.

Não há um único dia da minha vida em que não me arrependa de ter ido para a universidade.

Não há um única dia em que não imagine e deseje sair desta casa.

Não há um único dia em que não me meta a pensar que se não fosse pela minha irmã, sobrinhas e pelo meu namorado, mais valia não estar aqui. Quando estou com eles tenho sorrisos estampados no rosto, tenho uma vontade de viver enorme e agradeço por os ter na minha vida, mas depois, quando surgem estas discussões horrorosas só me aptece desaparecer.

2 comentários

Comentar post