Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Filmes que tenho visto #19

- Furious 7 -

 

ou em português Velocidade Furiosa 7, um filme de acção realizado por James Wan.

A sinopse do filme refere o seguinte:

No regresso do imparável franchise, Vin Diesel, Paul Walker e Dwayne Johnson lideram o elenco de Velocidade Furiosa 7. James Wan realiza o novo capítulo desta bem sucedida saga que marca o regresso dos favoritos Michelle Rodriguez, Jordana Brewster, Tyrese Gibson,Chris Ludacris Bridges, Elsa Pataky e Lucas Black, aos quais se juntam outras estrelas de renome internacional como Jason Statham, Djimon Hounsou, Tony Jaa, Ronda Rousey, Nathalie Emmanuel e Kurt Russell. Neal H. Moritz, Vin Diesel e Michael Fottrell voltam a produzir o filme com argumento de Chris Morgan.

 

 

Sempre fui uma fã assumida dos filmes velocidade furiosa, vi-os todos, e pelo menos os três ou quatro últimos vi no cinema, e assim que anunciaram o último, claro que disse logo que queria ir ver ao cinema.

Estreia a 2 de Abril, não podia calhar melhor, em pleno dia de aniversário, não fiz jantar nem coisa parecida e apenas combinei ir ver o filme com o moço. A malta começa a perguntar se não há um café para comemorar e ao saberem que íamos ver o filme quis ir tudo atrás. Tipo festa de aniversário de crianças de 12 anos que vai tudo em grupo para o cinema. Assim foi, lá reservei 13 bilhetes e foi tudo contente.

E o que é que eu achei?

O filme está qualquer coisa de extraordinário! E claro está, a homenagem que fizeram no filme a Paul Walker, foi qualquer coisa de muito bom, confesso que me deixou com um nó na gargante, vi muita gente a sair de lá a chorar.

Quem gostou das Velocidades Furiosas anteriores não tenha dúvida que esta é a melhor de todas e acabou em grande!

 

 

Filmes que tenho visto #17

- Laggies -

 

ou em Português Encalhados, um romance do realizador Lynn Shelton.

Um filme que retrata a historia de uma jovem de 20 anos que ao terminar o seu curso, arranja um emprego pouco estimulante e com o qual não se identifica, fazendo com que entre numa crise de identidade. Com 20 e poucos anos, sem objectivos, motivação, perspectivas acerca do seu futuro e sem querer compromissos sérios, as suas atitudes e actos remetem-na para uns passos atrás na sua idade. Enquanto as amigas procuram continuar com as suas carreiras, abrirem negócios, casarem e terem filhos, Megan entra em pânica quando é pedida em casamento pelo namorado ainda do tempo do liceu. Sem saber o que fazer decide fugir e encontra apoio numa miúda de 16 anos que vive com o pai. Ao passar uma semana na casa deles, envolve-se com o pai da amiga.

 

 

Vi o filme por engano, pensava que ia ver uma comédia e afinal de comédia o filme não tem nada. Trata-se de um romance, na minha opinião um bocado fraquinho. Uma história que acho que só acontece mesmo nos filmes e um bocado sem graça. Confesso que adormeci a ver o filme e no dia seguinte para o terminar fiz um esforço.

Não é mau, mas também não é nada de extraordinário.

 

Filmes que tenho visto #15

 - The Drop -

 

ou em Português O Gople, está inserido na categoria de Crime/Drama e é um filme realizado por Michaël R. Roskam.

Bob Saginowski, um Barman criminoso disposto a deixar o mundo do crime, trabalha num bar de mafiosos e gansters . Ao encontrar um cachorro abandonado e ferido, conhece Nadia por quem mais tarde se vem a apaixonar. Contudo, envolve-se num assalto e num assassinato complicando assim a sua vida.

O filme é baseado num conto de Dennis Lehane.

 

 

Normalmente, tenho o mau hábito de ver o Trailer do filme antes de ver o filme. Digo que é mau o hábito porque assim sei sempre ao que vou e já sei mais ou menos aquilo que me espera.

Neste caso em concreto não vi trailler nenhum, não fazia a mínima ideia de que tipo de filme ia ver e confesso que não estava a perceber nada do filme ao início. No entanto, achei o filme muito giro e um pouco diferente daquilo  que estamos habituados a ver.

 

Filmes que tenho visto #6

- Ocho Apellidos Vascos -

 

ou em Português "Namoro à Espanhola"  é uma comédia romântica do Realizador Emilio Martínez Lázaro.

Rafa, é um jovem de Sevilha que conhece uma rapariga Vasca com uma personalidade muito forte. Desde o momento em que se conheceram que se percebe que têm uma química grande entre eles e que não é assumida pela parte da jovem que regressa à sua terra e que assume logo de início não querer ter qualquer relação com o jovem. Contudo, não se contentando, e por ter ficado com a carteira da jovem, o rapaz decide ir atrás dela, onde para além de ter de conquistar a jovem, precisa também de conquistar o pai dela.

Um filme que demonstra que quando há amor, é necessário colocar o preconceito de lado.

 

 

 

 

 

Filmes que tenho visto #5

- The Judge-

 

Ou em português "O Juíz" é um filme realizado por David Dobkin e retrata a vida de de um reconhecido advogado de uma grande cidade, que devido à morte da sua mãe é obrigado a regressar a casa, onde tem de se reencontrar com o seu pai, o juíz, com quem não mantém uma boa relação. Contudo, ao ver o pai a ser acusado de homicídio procura esquecer por momentos todos os problemas e torna-se seu advogado.

Já me tinham recomendado o filme e acabei por ter oportunidade por o ver e fiquei coladinha ao ecran. Adorei e recomendo.

 

 

Filmes que tenho visto #3

Annabelle

Já aqui vos tinha mostrado um apanhado no Brasil com a  boneca do filme de terror Anabelle, e claro que  fiquei curiosa com o raio do filme, mas com falta de coragem para o ver.

Na semana passada fui até ao Colombo e como não íamos ao cinema à tanto tempo andámos por lá a espreitar o que haveria de jeito, e o que estava prestes a começar era a Anabelle, lá fomos nós.

Eu sempre gostei de ver filmes de terror, aliás eu ria a ver filmes de terror, não me metiam medo nenhum, e normalmente quando os outros se assustavam, estava eu a rir. Isto até os começar a ver no cinema, claro está, no cinema não me dá vontade nenhuma de rir, muito pelo contrário, fico toda encolhida na cadeira, a agarrar o braço do namorado e no momento do susto coitado do rapaz começa a levar com beliscões. Isto quando não meto a mão à frente da cara e só vejo metade. Mas pronto, com a Annabelle até foi diferente, consegui rir, gostei dofilme, foi muito giro, mas quando me fui deitar lembrei-me que tinha bonecas daquelas em casa, em tamanho pequeno.

Quem gosta deste tipo de fimes veja. Quem tem bonecas de porcelana em casa, pense duas vezes =P

Fica o trailler.