Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Hoje em dia só engravida quem quer!!!!

Digam isso muitas vezes digam, depois vejam lá é se não acontece a vocês.

Tanta e tanta gente que eu oiço dizer isto e dá-me vontade de lhes dar um par de estalos!

Não, que eu saiba não estou grávida. Mas ultimamente tenho tido notícias de muita gente ou que está grávida ou que foi mãe/pai recentemente.

A naskmorada de um amigo meu estava a tomar a pílula, estava a fazer a vidinha normal dela, nunca teve sintomas de nada até ele começar a notar que ela andava a comer mais que o normal e continuava com a menstruação. Desconfiaram simplesmente devido à alimentação dela e foram fazer o teste. Postivo. Já estava de nove semanas. 

Muitos, incluindo eu, pensávamos que ela tinha feito de propósito, mas depois de analisar melhor a situação, de pensar na vida que ela tinha,como por exemplo se matar a trabalhar para conseguir juntar dinheiro para pagar o apartamento e as propinas da universidade em que tinha acabado de entrar, acreditei mesmo.

A semana passada soube de um amigo que foi pai. A namorada andou a tomar a pílula durante toda a gravidez, fez uma vida completamete normal, não teve sintomas nenhunss, não teve desejos, não sentiu mexer. Ninguém notou diferenças no corpo dela. A semana passada sentiu-se mal, começou hemorragias e cólicas enormes, foi de imediato para o hospital. Assim que a examinaram mandaram-na de urgência para outro hospital com materinida e de imeadiato lhe fizeram uma cesariana. Nasceu prematura. Tanto a mãe como a criança estavam em risco de vida. Tivessem demorado mais tempo e não sobreviveriam as duas! Ela soube que ia ser mãe a caminho da maternidade, ele soube apenas quando a criança nasceu. Não tiveram tempo sequer para se adaptar à ideia. Tanto um como outro entraram em pânico na altura.

Eu sei que é estranho, que não parece história de dias de hoje, mas é verdade.

 

Baby Boom!

Parece que decidiu tudo engravidar!

Tenho tanta, mas tanta gente à minha volta que vai ser pai/mãeque até tou parva. Tenho pelo menos 5 pessoas que irão contribuir para o aumento da natalidade. Procriai jovens, procriai que eu quero trabalhar, quantos mais bebés melhor.

Só há aqui um senão: estão-me a passar a vontade a mim de também querer entrar nessa onda.

 

Peripécias de farmácia

Na Farmácia:

 

Eu, num balcão a pedir a pílula.

No balcão do lado, um rapaz com 17 ou 18 anos, a pedir um teste de gravidez.

Ainda pensei cá para mim, pois é por isso que eu me previno, mas depois fiquei com pena dele e até achei graça à coragem de ter sido ele a ir comprar o teste.  O Rapaz estava tão calminho e tão nervoso ao mesmo tempo que só aptecia dar uma palmadinha nas costas e dizer que ia tudo correr bem. Mas a farmacêutica fez questão de se despedir com um "tudo a correr bem".

Opa, aquilo tocou-me. Não sei se por já ter passado pelo mesmo, se por pena, mas fiquei curiosa com o final da história.