Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Malditas dores de cabeça

Tenho uma dor de cabeça tão grandes, mas grande, que tenho a sensação que vai explodir. E o que me levou a ter esta dor de cabeça de todo o tamanho? O sol, o maldito sol, é sempre o culpado. É que basta 5 minutos de sol nesta cabeça que a maldita começa logo a manifestar-se. E como não era suficiente, ainda me enervei e piorou ainda mais.

Cortá-la fora talvez fosse uma boa solução.

Meu rico Inverno!

É triste, infeliz e acreditem que até me custa dizer isto, mas começo a preferir o Inverno à maldita Primavera e ao Verão.

Não me matem, eu própria gostava de não ser assim.

Mas sensível, flor de estufa como sou, apanho um bocadinho de sol nesta maldita cabeço e é ver-me aqui aflita da cabeça quase a morrer. É que se fosse coisa para durar uma hora ou duas, ainda se aguentava, mas não, é logo para durar um/dois dias. Eu juro que tive apenas 5 minutos com a cabeça ao sol, e foi só vir da paragem até casa.

Eu gosto das flores e do sol da Primavera, não ha coisa mais bonita. Adoro morar ao pé do mar e sempre que posso meter o pé na praia, mas imaginem como? Sempre com a maldita cabeça enfiada debaixo do chapéu.

Gostava tanto de não ser assim. Maldita flor de estufa!

Ainda a praia

Acho que não há nada melhor do que morar a 5 minutos da praia. E acho que sinceramente nunca dei muito valor a isso, até ter ido para a universidade e estar com 30 graus, querer dar um mergulho, respirar a maresia e não conseguir.

E agora que o calor voltou, a chuva se foi e tenho um fim de semana pela frente, vou aproveitar. Já que segunda feira tenho aqui as minhas pirralhas e não vou conseguir sair de casa porque uma está com varicela.

Portanto, fiquem com inveja, mas enquanto estão a ler isto, provavelmente estou a apanhar banhos de sol, ou a mergulhar em água gelada, ou não, já que a bandeira deve estar vermelha.

 

Beijinhos

Estou toda dorida

Passei a tarde toda de domingo na praia esticada ao sol mais uns amigos.

Sim, dividi-me entre uma ida ao bar e o estar deitada a tentar dormir um bocadinho e o estar sentada na conversa.

Então e não foste dar um mergulho? Não. Digamos que aqui por estas bandas assim que metemos um pé na água sentimos todos os ossos e mais alguns a gelar. E tendo em conta que são ondas que nunca mais acabam, é rara a pessoa, que não sendo surfista, se atreve a entrar.

Então lá fiquei pela areia, o problema é que eu estou com as costas e o pescoço todos doridos, e estou desconfiada, que enquanto passei pelo sono, deve-me ter passado por cima uma daquelas máquinas que costumam ir para a praia às três da manhã alisar a areia. É que parece mesmo que fui passada a ferro por alguma coisa bem pesada.

Que feiura

Epá, eu que tenho sempre cuidado com o sol, ando sempre com um chapéu enfiado na cabeça para não ficar com dores de cabeça, tenho o cuidado de andar sempre com o protector solar atrás de mim, ando branca o verão quase todo por estar sempre a espalhar protector e no Domingo tive meia hora ao sol e foi o suficiente para ficar vermelha na barriga, no peito e até meio do pescoço. Sim, tenho uma linha no pescoço que separa meio pescoço branco de meio pescoço vermelho.

E como se não bastasse, estou cheia de borbulhas parecidas com as das melgas, mas que nao se melgas. ainda não percebi que raio é isto, mas também já vi mais quatro pessoas com o mesmo problema e que estão igualmente feias, como eu. É que não são duas nem trêss borbulhas, são bem à vontade mais de 20.

Agora imaginem, o que foi as pessoas olharem para mim nos balneários do ginásio...Digamos que não me senti nada bem!

Praia e amigos

O tempo já está bastante convidativo para uns passeios na praia ou mesmo ficar sentada na toalha e meter a conversa em dia. E foi isso que fui fazer ontem.

A manhã foi dedicada ao sono de beleza e à familia, com um almoço com as minhas sobrinhas.

E tão importante como  a família são os amigos, por issoa parte da tarde dediquei-a ao namorado e aos amigos. Nós temos um grupo grande, emq ue se junta os amigos e os amigos dos amigos e a prima e mais não sei quem. Mas depois há os verdadeiros amigos, e esses sim, dá gozo estar com eles, são os verdadeiros, aqueles que sabemos que vão estar cá daqui a 5, 10 ou 20 anos. Aqueles que vamos ver casar e que vamos pegar nos filhos deles ao colo. E como estava sol fomos até à praia. Eles jogavam futebol, nós apanhávamos sol e metiamos a conversa em dia e depois fomos ver o joguito do sporting.

Sabe bem passar o dia com eles...

Eu, o sol e as minhas dores!

Se há coisa que me irrita profundamente são a porcaria das dores de cabeça.

Não posso ver um bocadinho de sol, nem 5 minutos que seja, que se eu não tiver a porcaria de um boné ou  chapéu na cabeça, ganho uma bela dor que me vale por um ou dois dias, quando não são mais. E depois há o problema dos chapéus e dos bonés, tendo em conta que não há um único que me fique bem a não ser de criança.

E é assim que eu tenho andado. Não me bastava a constipação que ainda não está curada, como ganho dores de cabeça desde que o raio do sol apareceu.

Eu sei que toda a gente andava ansioso com o sol, eu também, mas depois com esta minha sensiblidade, ando aqui eu enfiada em casa, cheia de sinusite, constipada e com esta impressão estranha na cabeça e pelo nariz acima.

E depois perguntam-me "então, já que não tens nada para fazer aproveita e vai até à praia" claro que vou até à praia, se quiser levar com + sol em cima e ficar pior até vou a correr.

Estou para aqui a falar e acho que estou a dar a entender que odeio o verão e o sol. Muito pelo contrário, eu até gosto, apenas sei que já me dei melhor com os dias quentes. Sempre passei férias de verão no Algarve, e se há ano que não meto lá os pés, para mim não é um verão a sério, mas ultimamente, cada vez que lá vou passo sempre mal com o calor nos primeiros dias.

Enfim, acho que não fui feita para andar aí a pavonear-me no verão!

Desabado do dia #3

Viva ao Sol!!!

E o sol finalmente decidiu-se a aparecer e aquecer o nosso dia. Soube tão bem. Acho que não me lembro do último dia que fez sol!

Que venha mais amanhã.