Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Trabalhar é um luxo

Ontem dei por mim a pensar seriamente na minha vida. Confesso que me vinham as lágrimas aos olhos por querer andar com a minha vida para a frente, isto é, querer sair de casa dos pais, ter dinheiro para me sustentar, enfim, orientar a minha vida e  não ter essa oportunidade.

Por muito triste que seja, ontem na minha reflexão dei por mim a arrepender-me seriamente de ter entrado na universidade. E porquê? Porque se tivesse entrado diretamente no mercado de trabalho a ganhar o ordenado minímo acho que a probabilidade de neste momento de não ter perdido o emprego era bem maior que aquela que tenho de hoje encontrar um emprego.

Claro que entrei para um curso que eu gostava mesmo e não para aquele que tinha mais saída na altura. Se bem que o que tem saída quando entramos, passado quatro anos a história é sempre outra. E ontem numa conversa, ao perceber que toda a gente à minha volta estava a conseguir orientar-se, uns com estágios profissionais e outros com a sorte de ter um emprego a sério (mas certamente com prazo de validade), dei por mim a pensar que não tenho sorte. Sim sorte. Infelizmente acho que é mesmo uma questão de sorte, e parece que quem está do meu lado é mesmo o azar, tendo em conta que não tenho cunhas para me arranjarem um emprego. É triste querer trabalhar e não conseguir,é triste pensar que hoje em dia só funcionam as cunhas e mesmo essas já não resultam tão bem. Ainda mais triste é sentirmos que investimos num país que é nosso e nada nos dá em troca a não ser pensar na hipótese de emigrar e  largar pais, irmãos, namorados, sobrinhas pequenas e começar uma vida do zero, num país que não é o nosso nem nunca será.

Só queria um bocadinho de sorte, já nem peço muita porque sinceramente e infelizmente já só quero um emprego, seja na área ou não, é triste pensar em desistir dos nossos sonhos.

Parece que pedir uma oportunidade para mostrar aquilo que valemos é demais. Parece que essa oportunidade hoje em dia é um luxo. Ter emprego em Portugal hoje em dia é mesmo um luxo.

Só gostava de ter um bocadinho de luxo, digo um bocadinho porque já nem me importava que fosse um luxo a part-time.

 

 

3 comentários

Comentar post