Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pimenta na Língua

Tudo sobre alguém que não tem papas na língua

Vida do caralho

Este blog já começa a ficar um bocado para o depressivo, dada a quantidade de vezes que venho para aqui escrever que estou de mal com a vida e bla bla bla.

Pois claro que isto começa a ficar depressivo! Como é que eu posso vir para aqui falar de coisinhas bonitas e fofinhas quando levo toda uma semana, todo o santo dia, durante toda a santa noite a ter pesadelos? Ando nestas noites desde a sexta-feira passada e depois ainda me admiro de acordar cheia de dores de cabeça.

Como isto não é suficiente para meter uma pessoa de mau humor, tenho todo um astral em baixo, mas quando digo em baixo, é mesmo lá bem no fundo. Começo para aqui a pensar na maldita minha vida, que de interessante não tem nada, que o tempo está a passar, os meus 26 anos quase aí à porta e eu sem trabalho, sem dinheiro e sem perspectivas de melhoras nenhumas.

E claro, como também não é suficiente uma pessoa já se sentir mal consigo própria e não conseguir esquecer estes pormenores demasiado importantes, ainda tem de levar com as pessoas a perguntar se estamos bem, que estamos com má cara, se já estamos a trabalhar e o que andamos a fazer da vida. O que é que dá vontade de responder? Sinceramente, acho que muito em breve começo a mandar pessoas para o caralho.

Ando tão parva, tão parva, que nem vontade de ir ter com as minhas amigas tenho. Nunca, mas nunca me lembro de ter tido problemas com colegas e amigos, em sentir-me mal num grupo. Nunca me senti colocada de parte, nunca me senti a "coninhas" nem da turma, nem do grupo de amigas, nunca senti que gostassem menos de mim. Agora, sinto-me o monte de merda, a coninhas. Aquela que não tem nada de interessante para contar porque a vida de interessante também não tem nada, aquela que nunca pode ir jantar aqui e ali porque não tem dinheiro, aquela parva que nunca pode ir às compras porque adivinhem? Não tem dinheiro. Aquela que nunca pode comprar o maldito bilhete de avião para daqui a uns meses porque para além de não ter dinheiro ainda tem a puta da esperança de vir a estar a trabalhar nessa altura.

Podia continuar aqui toda a noite a escrever como me sinto mal e com o quê, mas até eu já estou cansada. Escusado será dizer que já tenho a merda do teclado do computador cheio de lágrimas.

 

 

10 comentários

Comentar post